Por que você deve visitar Lisboa

Por que visitar Lisboa? Em 2017, a CNN Travel nomeou Lisboa como uma das cidades mais “cool” da Europa. Pois se você está planejando conhecer o velho continente, nós aconselhamos vivamente começar sua viagem pela capital portuguesa.

A cidade equilibra perfeitamente o antigo e o novo, repleta de tesouros históricos e encantos modernos. É uma cidade conhecida pela sua gastronomia, vida noturna, monumentos históricos, fado e habitantes muito simpáticos.

Lisboa é também uma das cidades mais antigas da Europa Ocidental, com uma história de 2.700 anos. Devido à sua excelente localização comercial, os fenícios se fixaram em Lisboa por volta de 1200 aC.

A capital de Portugal é a segunda mais antiga da Europa, depois de Atenas, e é considerada quatro séculos mais antiga que Roma. Inacreditável, não é mesmo?

Por que você deve visitar Lisboa

Torre de Belém

Localizada no oeste de Portugal, Lisboa fica na foz do rio Tejo. É uma capital costeira montanhosa que desfruta de uma média de mais de 300 dias de sol por ano. Lisboa é, entre outras coisas, conhecida por seu centro histórico único, arquitetura deslumbrante, azulejos coloridos e comida fantástica.

Também tem uma história fascinante, tendo sido por séculos a morada dos reis portugueses desde a epopeia da Reconquista, quando os povos cristãos da Península Ibérica procuraram dominar a região durante o período de Al-Andaluz, o único território europeu continental que participou da Idade do Ouro Islâmica.

O clima

Como mencionamos acima, Lisboa é uma cidade ensolarada. A capital portuguesa é, de fato, a mais ensolarada da Europa continental, que também pode (e deve) ser visitada fora da alta temporada, no pico do verão.

No verão, Lisboa tem dias quentes e ensolarados. As temperaturas médias durante os meses do verão variam entre 25-27°C, mas podem chegar a 30°C.

Resumindo, os verões são quentes em Lisboa. É por isso que a maioria das pessoas evita o calor visitando as muitas cidades litorâneas ao redor de Lisboa, incluindo Cascais, Ericeira e Costa da Caparica.

Mas o mais legal de Lisboa é que é igualmente agradável visitá-la durante a baixa temporada. Durante a primavera (março a maio) e outono (setembro a outubro), a temperatura ainda é bastante quente e já não há aquelas multidões de turistas.

Dica: uma das melhores épocas para visitar Lisboa é no final de setembro. O clima ainda está agradável, mas o fluxo de turistas se dissipou e os preços se estabilizaram.

E a festa também não acabou, pois muitos eventos ainda estão acontecendo. Por exemplo, a maioria dos bares de praia na costa lisboeta não fecha até outubro.

Finalmente, o inverno em Lisboa pode ser bastante ameno, com uma temperatura média diurna de 15°C. As noites são, no entanto, mais frias, especialmente em dezembro e janeiro.

Embora os dias sejam mais frios, Lisboa ainda é um ótimo lugar para se visitar durante o inverno. No entanto, vá preparado porque chove bastante.

Em suma, por que visitar Lisboa? A cidade é conhecida pelo seu sol e belo clima quente. No geral, é uma ótima cidade para se visitar o ano todo.

Comida deliciosa

Lisboa é um caldeirão de culturas e etnias, o que também significa que é o lar de muitos restaurantes. Qualquer que seja o desejo que você possa ter, provavelmente existe um restaurante que serve esse tipo de comida.

Mas vamos nos concentrar na comida portuguesa. Bem, Portugal, em geral, é conhecido por seus frutos do mar, que incluem um dos favoritos dos portugueses, o bacalhau.

Bacalhau

Bacalhau salgado e seco

Frutos do mar são imperdíveis em Lisboa. A nossa dica é evitar os restaurantes modernos e procurar aqueles onde os lisboetas comem. Alguns pratos de bacalhau que você irá encontrar são:

Bacalhau à Brás: bacalhau desfiado, batata frita, ovos, cebola, azeitona preta, azeite e um pouco de salsa.

Pasteis de Bacalhau: bolinhos de bacalhau

Bacalhau com natas: alguns gastrônomos afirmam que esse não é um prato típico português. Tradicionalismos à parte, o que podemos afirmar que o bacalhau com natas é perfeito para aqueles que não gostam do bacalhau em postas.

Porco preto ibérico: também conhecido como ‘porco alentejano’, é dele que se obtém o famoso presunto pata negra, que você precisa experimentar. Um petisco delicioso para acompanhar aquela cervejinha gelada.

Presunto ibérico pata negra

Caldo Verde: uma sopa popular que inclui couve picadinha, batata, azeite, aromatizada principalmente com cebola e alho, e que leva chouriço no prato. Se você for vegetariano, peça o caldo sem o chouriço.

Bifana: um sanduíche tradicional português que consiste num pão recheado com filé de porco grelhado

Depois, há os famosos pastéis de nata. Certifique-se de provar um (ou cinco). Experimente também o Pastel de Belém, que, caso não saiba, é o original pastel de nata.

Em 1837, estes pastéis passaram a ser vendidos por um mosteiro e rapidamente ficaram conhecidos pela designação de “Pastéis de Belém”. Infelizmente, a receita nunca foi compartilhada publicamente e, até hoje, poucas pessoas a conhecem.

Os funcionários do estabelecimento que criou o Pastel de Belém são obrigados a assinar um termo de sigilo. Como resultado, jamais alguém conseguiu recriar o verdadeiro pastel de Belém. E assim surgiu o pastel de nata, igualmente delicioso, que você encontra por todo o país.

Por fim, não se esqueça do vinho. O vinho português é reconhecido como um dos melhores vinhos do planeta.

Vida noturna agitada

O elétrico nº 28 atravessa toda a cidade e passa por muitos pontos turísticos

Lisboa é conhecida pela sua vida noturna, que está rapidamente se tornando uma das cenas mais excitantes e inovadoras da Europa. Então, se você quer saborear coquetéis enquanto ouve música ao vivo ou quer dançar a noite toda, há divertimento para todos os gostos.

Antes de começar, vamos dar algumas dicas básicas. Assim como muitos de seus vizinhos do sul da Europa, o jantar é sempre tardio em Lisboa.

Jantares tardios significam que a noite em Lisboa é sempre uma criança. Se você planeja sair para os bares, certifique-se de sair depois das 23h. Os bares em Lisboa costumam ter entrada gratuita e funcionam até às 3 ou 4 da manhã.

Dica do especialista: Lisboa é uma cidade cheia de ladeiras íngremes, por isso, deixe o salto alto em casa. Você vai nos agradecer mais tarde por essa indicação.

Bairro Alto

É o mais emblemático bairro com vida noturna, com um grande número de bares e boates de todos os tipos. Se você procura um lugar tranquilo, você pode optar pela área do mirante de São Pedro de Alcântara ou pelos terraços do Largo de Camões.

Café A Brasileira

Para um ambiente mais animado e estudantil, o melhor é ir a uma das casas noturnas do bairro ou aos bares com música ao vivo. Na zona do Chiado, você encontra o famoso Café A Brasileira, frequentado por Fernando Pessoa. Não tem erro: no largo em frente, há uma estátua do poeta.

Cais do Sodré

Nessa zona, o ambiente costuma ser um pouco mais calmo que no Bairro Alto. No entanto, não faltam casas noturnas onde você pode ouvir todo tipo de música, do rock aos ritmos africanos, que são bem presentes em muitas áreas da vida noturna lisboeta.

Alfama

É o bairro mais antigo da cidade, que herdou o nome do tempo da ocupação árabe. É um lugar com intensa vida noturna, excelentes restaurantes, casas de fado e vistas espetaculares de toda a cidade, pois é o bairro adjacente ao Castelo de São Jorge.

Santa Apolónia/Jardim do Tabaco

Discoteca Lux

Descendo de Alfama em direção à estação de trens Santa Apolônia, você vai encontrar uma área com vários restaurantes e algumas das casas noturnas mais famosas de Lisboa.

Em Santa Apolônia, você pode tentar entrar na Lux, uma discoteca que aparece nos primeiros lugares das listas desse tipo de casa noturna por toda a Europa.

Uma mistura eclética do antigo e do novo

LX Factory, em Alcântara

Então, por que Lisboa é uma das cidades mais legais da Europa? A capital portuguesa é conhecida pelo seu patrimônio histórico, mas também tem um lado moderno muito charmoso.

Lisboa abriga a livraria mais antiga do mundo, a Livraria Bertrand, inaugurada em 1782. Depois, há o Mosteiro dos Jerônimos construído no início de 1500. O mosteiro, localizado no distrito de Belém, é um dos monumentos mais incríveis de Portugal. Depois, há as igrejas, a Sé de Lisboa, construída em 1147, e o Convento do Carmo, construído entre 1389 – 1423.

Mas junto com o velho, há o novo e moderno. Nosso exemplo favorito é a LX Factory, no bairro de Alcântara, que transformou um complexo fabril que abrigava uma empresa de tecidos nos anos 1800 em um local moderno, repleto de restaurantes, lojas, cafés e galerias.

As vistas são inesquecíveis

Castelo de São Jorge

Lisboa é conhecida como a cidade das sete colinas. Sim, subir todas aquelas colinas pode ser doloroso mas, quando você chega ao topo, as vistas podem ser magníficas. Além disso, esta é uma excelente opção para quem procura responder à pergunta: “o que fazer em Lisboa de graça”.

A capital portuguesa possui vários miradouros, cada um com uma vista diferente da cidade. Alguns até oferecem vistas para a ponte 25 de abril e partes da Margem Sul. Aqui estão alguns dos nossos miradouros favoritos:

Miradouro da Graça

É onde Lisboa tem a cara do Rio de Janeiro. As semelhanças entre a Santa Teresa carioca e a Graça lisboeta são muitas, com seus casarões históricos e aquele jeitão de cidade do interior. Ambos os bairros têm vida própria, com suas quitandas, mercadinhos, lojas com aspecto de outras épocas e associações de bairro. Ficam no alto de colinas, com vistas sobre a cidade. E têm até bonde elétrico.

Miradouro das Portas do Sol

Esse miradouro oferece belas vistas sobre o rio Tejo e o bairro de Alfama. Aos fins de semana, há um DJ que toca junto à estátua de São Vicente de Fora.

Miradouro de Nossa Senhora do Monte

Esse miradouro fica no ponto mais alto de Lisboa e não é tão turístico como os outros.

Por que visitar Lisboa?

Além dos seus inúmeros atrativos, a capital portuguesa é o ponto de partida perfeito para explorar o que Portugal tem para oferecer.

Se você estiver com um tempo limitado, várias opções de passeios de um dia estão disponíveis bem pertinho de Lisboa.

A mágica cidade de Sintra, com os seus palácios, bosques e fortificações da época medieval.

A tradicional vila piscatória portuguesa da Ericeira, a 20 minutos de carro de Lisboa, e que é um lugar muito procurado pelos surfistas.

As cidades da Margem Sul, do outro lado da ponte 25 de Abril, incluindo a Costa da Caparica para surfar, Sesimbra para relaxar (ou banhos de mar), Azeitão para vinhos e boa gastronomia, ou Setúbal, onde também é possível comer bem, tomar um bom vinho e curtir uma praia.

Forte de São Felipe, em Setúbal, no estuário do Sado

A vila medieval de Óbidos, onde também pode experimentar a famosa ginja e conhecer uma vila entre muralhas medievais.

As deslumbrantes Ilhas Berlengas e a cidade surfista de Peniche.

Você pode pegar um catamarã e visitar a Reserva Natural do Arquipélago das Berlengas

Se você tiver um tempo legal para explorar o país, Lisboa é um ótimo local para começar sua aventura portuguesa. Você pode ir para o sul em direção ao Algarve, parando na região do Alentejo, conhecida pelo seu vinho, gastronomia típica, cidades fortificadas históricas e belo litoral.

Ou pode se dirigir ao norte do país, para explorar a Costa de Prata, que vai de Aveiro até Torres Vedras e ainda é pouco procurada por turistas.

Outra opção é ir para o interior e explorar as várias cidades do centro de Portugal, desde a cidade templária de Tomar, passando pela Coimbra de tradição universitária até Guimarães, o berço de Portugal.

Castelo de Guimarães: aqui nasceu Portugal

Lisboa é bastante segura

Sendo uma cidade politicamente estável, progressista e liberal, Lisboa está entre as capitais mais seguras da Europa. Isso não significa que tenha uma taxa de criminalidade zero, pois ainda há ocorrência de delitos leves, como furtos e tráfico de drogas.

Não beba em excesso, fique longe dos vendedores de droga, que abordam os turistas nas ruas do centro histórico, e esteja sempre atento ao seu redor para evitar dissabores.

Finalmente, Lisboa é segura para viajantes LGBTQ+? Bem, Lisboa está entre os destinos de viagem mais “gay-friendly” do mundo, emergindo como um dos principais destinos da Europa para viajantes LGBTQ+, com muitos bares e clubes dedicados a essa faixa turística abrindo suas portas nos últimos anos.

Por que visitar Lisboa? Os contras

As razões acima expostas para visitar Lisboa não significam que a cidade não tenha defeitos. Abaixo estão as coisas que você deve saber antes de visitar Lisboa.

As colinas e ruas

Lisboa se ergue sobre sete colinas. E embora as vistas sejam magníficas lá de cima, pode ser bastante cansativo subir todas aquelas ladeiras – especialmente durante os meses quentes e úmidos do verão.

Se você é uma pessoa que adora caminhadas ou subidas, então Lisboa é a cidade perfeita para você, mas para a maioria dos viajantes pode ser um desafio.

Lisboa é uma cidade para se andar a pé, no entanto, também possui um ótimo sistema de transporte se você não gosta de caminhar. Há também centenas de motoristas de tuk-tuk que podem facilmente levar você e sua família para qualquer uma das colinas íngremes.

Por último, mas não menos importante, em Lisboa também funciona o Uber e os motoristas falam português!

Lembre-se de que as ruas íngremes de Lisboa, estreitas, com os seus paralelepípedos, não são para os fracos de coração. Estas ruas e calçadas de pedra também não são feitas para saltos altos ou chinelos e sandálias.

Se está pensando visitar Lisboa, troque os saltos ou sandálias por calçados mais práticos. Por fim, se você estiver viajando com crianças, considere deixar o carrinho em casa ou venha com outras opções.

Lisboa é uma cidade que lota na alta temporada

Nos meses de junho, julho e agosto, Lisboa fica entupida de turistas

Para muitos turistas, Portugal se tornou o destino preferido de férias. Em 2019, 27 milhões de turistas visitaram este país que é relativamente pequeno. A maioria foi direto para as grandes cidades, principalmente Lisboa.

Tanto em Lisboa como no Porto, as zonas centrais são hoje locais frequentados majoritariamente por turistas. A Baixa lisboeta, por exemplo, com uma área de 1,5 quilómetros quadrados, já conta com mais de 70 unidades hoteleiras, dezenas de restaurantes de cariz turístico, lojas de souvenires e grandes marcas internacionais que desbancaram o comércio tradicional.

O que tudo isso significa? Filas, multidões e preços especiais para turistas.

A Ponte 25 de Abril, que liga Lisboa à margem sul, é a maior ponte suspensa da Europa com 2.277 metros de comprimento

No verão, as ruas da área central ficam lotadas de turistas, tornando a experiência na cidade muito menos mágica. Neste mar de turistas, recomendamos sair um pouco dos roteiros mais conhecidos.

E quando Lisboa ficar um pouco demais para você, opte por explorar cidades e áreas menos conhecidas em vez de ir para os lugares óbvios, como Sintra e Cascais.

Há muito mais em Portugal do que Lisboa e Porto. E se você quiser evitar as multidões, talvez seja melhor fazê-lo na baixa temporada.

Lisboa pode ser uma cidade cara

Uma das razões pelas quais você pode se perguntar por que visitar Lisboa é o preço de tudo. Se compararmos com outras capitais europeias como Paris e Londres, a capital portuguesa é mais acessível ao bolso.

No entanto, os preços aumentaram drasticamente devido ao excesso de turismo e ao influxo de nômades digitais e expatriados que chegaram recentemente à cidade.

Ou seja, é suposto que Lisboa seja uma cidade menos cara que outras cidades europeias, mas isso não é necessariamente verdade.

Hoje em dia, os preços de hotéis, restaurantes e atividades podem rivalizar com outros destinos europeus importantes. Como qualquer cidade sujeita ao excesso de turismo, as armadilhas para turistas também se multiplicaram.

Esses afluxo de turistas trouxeram consigo preços mais elevados. Por exemplo, um drink num bar com vista para a cidade pode custar cerca de 10-15 euros. Jantar em um restaurante sofisticado pode custar 200 euros ou mais.

No entanto, o segredo para umas boas férias é evitar áreas turísticas e procurar bares, restaurantes e atividades que sejam frequentados pelos moradores. Não apenas o preço será drasticamente diferente, mas a experiência provavelmente será mais autêntica.

Estacionar o carro é um pesadelo

Se estiver pretendendo conhecer Portugal de carro e iniciar sua viagem por Lisboa, é preciso estar atento a essa questão. Não importa em que bairro você fique, encontrar um lugar para estacionar pode ser um pesadelo.

As ruas estreitas e sinuosas de Lisboa não foram feitas para facilitar o estacionamento. Seja extremamente cauteloso quanto ao local e aos preços a pagar pelo estacionamento.

Alguns hotéis oferecem estacionamento com custo adicional, mas esse custo pode ser superior a 15-18 euros por dia – o que é um preço bem salgado.

Além disso, existem ruas específicas onde apenas moradores podem estacionar. Se você deixar seu carro durante a noite nessas ruas, poderá não apenas receber uma multa, mas também um lacre no pneu do carro. E tirar esse lacre do carro pode ser uma experiência incrivelmente frustrante e cara.

A dica é ler toda a sinalização na rua antes de estacionar o carro. E em caso de dúvida, pergunte a um morador. Se você estiver com um carro alugado, não esqueça que eles têm os dados do seu cartão de crédito de onde vão debitar as multas.

Agora que leu os nossos prós e contras, já decidiu se vai conhecer Lisboa?

Veredito final: por que visitar Lisboa

Em Lisboa, os bondes são chamados de ‘elétricos’

Lisboa é uma das cidades mais bonitas da Europa, com uma arquitetura histórica deslumbrante, culinária deliciosa e atrações únicas.

No entanto, se você planeja conhecer Portugal, recomendamos ficar por 2-3 dias na capital e depois seguir para outra parte do país. Lisboa é uma cidade relativamente pequena e você pode ver tudo o que precisa durante esse período.

Se é a primeira vez que visita Lisboa e quer ver o maior número de locais possível, adquira o Lisboa Card. O cartão dá acesso gratuito ao sistema de transporte público por 24, 48 ou 72 horas.

O cartão também  dá acesso gratuito a muitas das principais atrações da cidade e é válido até nos trens que vão para Sintra e Cascais.

Então, vale a pena visitar Lisboa?

Bairro Alto

Vale a pena visitar Lisboa pelo seu clima agradável, patrimônio histórico e arquitetônico incríveis e uma vibe de cidade moderna.

Depois de conhecer Lisboa, você se apaixonará pela sua magia. Esperamos que este artigo ajude você nos seus questionamentos sobre por que visitar Lisboa! Então, vale a pena visitar Lisboa? O que você acha?

Veja também: 7 cidade do interior de Portugal que vão fazer você esquecer Lisboa

Veja também: 11 coisas pelas quais Portugal é famoso

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *